MAIS UM ESTUDANTE PICADO PELA MOSCA AZUL

Pessoal cada vez que ouço um aluno dizer que se dedicará a arte como profissão, um céu de estrelas brilham em minha mente e um furacão de sensações pairam sobre minha cabeça. Não é exagero. É emoção poético-artística.

Um cine-pátrio faz roteiro em minha mente me transportando para um passado não muito distante, onde eu, menino, participava de todas as edições dos "CORAIS" da escola, produzia as peças de teatro para apresentações em todos os periodos, era voluntário na escola e outras coisas mais.
Uma realidade bastante semelhante a desses alunos de hoje.

Fico feliz de saber que minha liderança como aluno deu lugar a outros alunos líderes e hoje posso exercer essa liderança de outra maneira, como professor.

Isso tudo é pra dizer que o aluno DIEGO do 3º ano do Ensino Médio veio até mim pedir orientações de vestibulares e instituições para cursar faculdade de ARTES. Além disso, já pediu indicações de livros sobre o ensino de arte para ele ir se familiarizando com o processo de ensino-aprendizagem em ARTE/EDUCAÇÃO.

De fato, se envolver com arte, tê-la como profissão-missão é mesmo para pessoas sensíveis e criatívas, dispostas e carismáticas como o Diego e tantos outros alunos que já demonstram um interesse impressionante pela nossa área.

Saibam que eu (e com certeza meus colegas de artes da escola) continuaremos a influenciar, orientar e indicar para caminhos que levem a uma escolha saudável, crítica e certeira para o oceano de possibilidades que a arte proporciona.

Prof. Tiago Ortaet

VEJA TAMBÉM

0 comentários