HOMENAGEM AO DIA DOS PROFESSORES - Texto do Professor Tiago Ortaet

A ALMA DO EDUCAR

“Era um lugar não adaptado ao presente, enterrado no passado e com luzes fortes, talvez iluminasse algum futuro... Trancados em salas sufocante, meninos e meninas titubeavam,  havia ainda muita gritaria e uma ansiedade por viver tudo de uma só vez. Cada um ali plantado não parecia querer germinar, poucos além das inquietudes propunham habitat´s naturais para se intensificar... Um sinal muito forte tocava e a euforia aumentava, mas até então era um euforia sem propósito, um espaço que eclodia todas as carências, descasos e desmandos de uma sociedade em caos ”

Não existe nada que possa ferir almas determinadas...

Consumido por um encantamento que essa missão me conduz; olho para os meus amigos mirins, aos meus jovens que me ensinam a cada dia a ser mais jovem que eles, olho aos meus mestres alunos com um afeto que eu mesmo não sei medir; para dizer dos meus amores, das minhas virtudes, dos meus ideais.
Não sei medir, por mais que eu tente. Não sei contar o infinito, isso eu ainda não aprendi.
Peço através desse olhar que cada um se reinvente, que façam o mesmo de um jeito diferente. Que o ontem valha como experiência posta em prática no jogo da vida, que o hoje seja saboreado e que o amanhã seja o elo de tudo isso. Assim caminhamos desbravando o conhecimento.
Na vida, estamos o tempo todo de passagem, mas rogo aos céus que essa passagem valha por toda uma vida, mais que isso, que esse encontro entre uns e outros, entre professor e aluno, entre o saber e o novo, valha por todas as vidas que se unem em torno disso.
Fico honrado em saber que para mim todo dia é dia do professor e se todo dia é dia do professor não há um dia sequer que não seja o dia de sermos todos alunos, todos juntos, brilhando nos palcos da vida em comunhão do aprender.
Não há espaço dentro do meu coração que caiba a desilusão, nem a desesperança, essas são muletas dos fracos e aos que lutam como nós, servem os ideais, as conquistas e as humanidades a flor da pele.
Propondo desafios aos meus estudantes me resolvo, entusiasmando cada um deles me encontro e me potencializo enquanto ser humano.
O amor é o mais valioso de todos os gestos, vejo poesia nas relações humanas, vejo poesia na missão-professor. Amor rima com professor não por acaso, amor move, constrói e lança ao mundo sua força. Que continuemos bebendo dessas fontes para escrever outras histórias, a nossa história.

Professor Tiago Ortaet
Encantado com a missão professor -  15 de Outubro de 2010 à posteridade.


Para comentar essa matéria clique no link abaixo "0 comentários"

VEJA TAMBÉM

1 comentários