PROFESSOR - HISTORIADOR IVAN CANOLETTO RODRIGUES DO GLEBA LANÇARÁ OBRA COLETIVA NO 4º SALÃO DO LIVRO

Livro analisa a histografia oficial de Guarulhos e seus significados
    

Redação Guarulhosweb    18/09/2014 09:32


Livro analisa a histografia oficial de Guarulhos e seus significados 
 
A AAPAH – Associação Amigos do Patrimônio e Arquivo Histórico lança o livro “Signos e significados em Guarulhos: identidade, urbanização e exclusão”, o evento acontece no próximo sábado (20/09) durante o 4° Salão do Livro de Guarulhos, na rua João Bernardo de Medeiros, s/n – Bom Clima – Guarulhos/SP (Ginásio Thomeuzão), às 16h. Exemplares serão distribuídos gratuitamente
 
O livro reúne oito artigos. A Parte I intitulada de “Guarulhos cidade símbolo? O conservadorismo da intelligentsia guarulhense” traz os textos “O IV Centenário em Guarulhos: espelhando a capital paulista”, “Diáspora, identidade e Cultura em Guarulhos” e “A construção de um paradoxo – a moderna tradição guarulhense”. Essa etapa fala sobre os símbolos criados para a comemoração do IV Centenário de Guarulhos, a versão oficial da história guarulhense criada pelos intelectuais da época e suas visões de desenvolvimento. 
 
A segunda parte intitulada “Na contramão do discurso: urbanização, industrialização e exclusão” reúne os artigos: “Folha Metropolitana: a construção de uma identidade na edição comemorativa do aniversário de Guarulhos de 416 anos”, “Em torno da ferrovia e da rodovia: o processo de industrialização de Guarulhos e seu patrimônio industrial (1910-1960)”, “Chagas da exclusão: a internação compulsória no estado de São Paulo – o leprosário do Padre Bento”, “Os significados da emancipação para a periferia de Guarulhos” e “Industrialização, emancipação, patrimônio e identidade”. Os textos partem dos reflexos do desenvolvimento urbano desordenado, a presença dos migrantes, as novas identidades do município e os conceitos disseminados pela intelectualidade local. 
 
Para Elmi El Hage Omar, um dos organizadores do livro, os negros e nordestinos das favelas foram excluídos dos símbolos criados para ilustrar a identidade de Guarulhos. “A discussão do IV centenário só comprova o que argumentamos, seguiram a "moda" avassaladora que pegou os homens da história oficial da [Cidade de] São Paulo”, afirma o historiador. 
 
Omar questiona “até que ponto Guarulhos está emancipado das influências externas?”, “até que ponto resistimos às políticas globalizantes que tanto oprimem o povo?”. O historiador Augusto Cesar Mauricio Borges fala sobre a sugestão de levantamentos historiográficos. “O livro “Signos e Significados em Guarulhos” sugere alternativas de interpretação histórica sobre a cidade, que carece de uma revisão historiográfica que privilegie a memória, a oralidade, a exploração de novos documentos e o uso de mais perspectivas teóricas. Neste aspecto, o destaque para a análise do discurso sobre as festividades do IV Centenário, a importância da crítica demográfica e a observação dos estudos sobre urbanização podem ser as chaves pelas quais novas hermenêuticas são possíveis”. 
 
Esse é o segundo livro da AAPAH lançado pelo Fundo Municipal de Cultura (Funcultura), em julho foi lançado o “Guia Histórico Cultural de Logradouros: Lugares e Memórias de Guarulhos”. O diretor geral da AAPAH, Adriano Souza Silva, fala sobre o compromisso de recontar a história de Guarulhos. “A responsabilidade está em oferecer, baseado em pesquisa profunda, outra visão sobre as identidades e símbolos guarulhenses”. 
 
O lançamento do livro “Signos e significados em Guarulhos: identidade, urbanização e exclusão” acontece no Auditório Pablo Neruda durante o 4° Salão do Livro de Guarulhos, os autores estarão presentes para dialogar sobre os artigos com o público. 
 
Sobre o livro: Título: Signos e Significados em Guarulhos: Identidade, urbanização e exclusão
Autores: Augusto Cesar Maurício Borges e Elmi El Hage Omar (org.).
Editora: Navegar
Assunto: História de Guarulhos, símbolos
Páginas: 200
Ano de edição: 2014

FONTE: www.guarulhosweb.com.br 

VEJA TAMBÉM

0 comentários