A bestialidade de um discurso raivoso, odioso e preconceituoso do candidato Levy Fidelix

Todo homem publico torna-se referência para a massa, seja em maior ou menor escala, seja um professor que está diante de um grupo de estudantes e com esse grupo nutre vínculos que muitas vezes permanecem, até políticos que apropriados do uso das grandes mídias de massa, proferem suas ideias que podem ou não ser aclamadas. 

Existe um ditado popular desses tempos que diz "quer conhecer o caráter de uma pessoa, dê poder a ela" e nesse sentido vivenciamos diariamente pequenos poderes; mas nesse caso específico, trata-se de um grande poder, poder de uma rede nacional que chega no lar de milhões de brasileiros.

Como formadores de opinião que são, todo discurso potencialmente é um norteador para condutas de muitos que os seguem.

É correto afirmar que o direito à livre manifestação é garantida pela Constituição Federal e que não vivemos mais nos tempos de ditadura onde havia controle de tudo o que se dizia; mas preconceito não pode ser confundido com liberdade de expressão. Sob nenhuma hipótese!

Que expressão é essa??? Aquela que fere, julga e condena num discurso mais alienante do que as outras propostas do referido candidato??? 

No ultimo domingo, estava diante de minha televisão, analisando o debate dos presidenciáveis na TV Record quando me deparo com um questionamento oportuno da candidata Luciana Genro do PSOL ao candidato Levi Fidelix do PRTB no que tange o casamento igualitário da comunidade LGBT. A resposta foi de baixo nível, apelativa, preconceituosa, alienada, oriunda de um senhor que reproduz descaradamente o que vemos de forma velada no cotidiano de nosso país, trouxe a tona uma ignorância repudiada por tantos homens de bem, que carregam a máxima de que não é preciso ser negro para combater o racismo, não é preciso ser mulher para defender o direito da igualdade de gênero no mercado de trabalho por exemplo; do mesmo modo, também não é preciso ser gay para defender direitos dessas minorias. 

De todo esse discurso boçal o senhor candidato foi "corajoso" (pode-se ler também como inconsequente, pois em toda inconsequência há um ato de coragem, ainda que acompanhada de outros fatores) apenas no sentido de revelar (o que muitos já sabiam) tamanha imbecilidade em rede nacional. Como quem comete algo desse nível e nem se quer se envergonha do desserviço que presta ao país!

Em suma, como educador, artista, poeta e cidadão, reitero publicamente meu repúdio á estupidez de um candidato que afronta os direitos humanos, a lei eleitoral, a conduta e ética que deveria ser premissa de quem deseja ocupar o cargo máximo de uma nação; repudio pois educo meus filhos para o respeito, para a pluralidade, repudio pois conservo em minha prática pedagógica princípios que vão além de uma educação de "giz e lousa" minha prática libertadora, jamais me permitiria passa imune sobre esse fato; DIFERENTEMENTE DO QUE PRESENCIEI NESSA OCASIÃO QUANDO OS DEMAIS CANDIDATOS SILENCIARAM, O MEDIADOR DO DEBATE NÃO INTERVIU E ALGUNS PRESENTES DA PLATEIA AINDA APLAUDIRAM O CANDIDATO. Que país é esse?!?!
Estou procurando qual contribuição que esse candidato oferece aos eleitores, aos jovens, ao país... Provavelmente morra procurando... 
Tiago Ortaet®
 
Assista ao discurso e faça suas considerações!! O debate é sempre bem vindo!!! (O ministério do bom senso adverte: Esse discurso pode causar náuseas em ser humanos que respeitem outros seres humanos)



PARA SABER MAIS:
O GLOBO
REVISTA EXAME

BLOG DO SAKAMOTO

FOLHA DE SP

INDIGNAÇÃO NAS REDES SOCIAIS

E M NOTÍCIAS

VEJA TAMBÉM

5 comentários