ARTISTAS BRASILEIRAS (clique aqui para conhecer as obras)


Exposição ‘Mulheres, Artistas e Brasileiras’ vai ser aberta no Palácio do Planalto


Presidentes Dilma Rousseff e Barack Obama prestigiam o Abaporu, durante visita do líder americano ao Brasil. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR/Arquivo

Concebida pela presidenta Dilma Rousseff em homenagem ao Mês da Mulher, será aberta nesta quarta-feira (23/3), no Salão Oeste do Palácio do Planalto, a exposição ‘Mulheres, Artistas e Brasileiras’, mostra que reúne obras de grandes artistas do século XX.
O destaque da exposição é o Abapuru, de Tarsila do Amaral, que foi cedido a pedido da própria presidenta pelo colecionador Eduardo Costantini e que estava exposta no Museu de Arte Latino-Americano de
Buenos Aires (Malba). Outro desejo de Dilma Rousseff é que a mostra fosse composta por obras de acervos de órgão públicos como Banco Central, Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, dentre outros. A convite do Palácio do Planalto, a Fundação Armando Alvares Penteado (Faap) organizou a mostra, que tem patrocínio do Banco do Brasil.
Durante a visita oficial do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, no último sábado (19/3), ao Brasil, a presidenta Dilma fez questão de levar o casal Obama e Michelle a conhecer a mostra que homenageia as mulheres artistas brasileiras. Na ocasião, o casal demonstrou bastante interesse nas obras, sendo que a primeira-dama Michelle Obama se disse “encantada” pelo Autorretrato de Tarsila do Amaral.




A exposição será dividida em oito blocos. O primeiro reunirá 29 pinturas e nele serão homenageadas Anita Malfatti e Tarsila do Amaral, principais representantes do modernismo brasileiro. Também poderá ser apreciada a tela de Djanira, retirada do gabinete da presidenta Dilma Rousseff especialmente para a exposição, e obras das artistas Zélia Salgado, Tomie Ohtake, Leda Catunda, entre outras. O segundo bloco é composto por desenhos de artistas como Noêmia Mourão e Mira Schendel. O passeio pela mostra conduz ao espaço que concentra 14 esculturas e objetos criados por Regina Silveira, Mary Vieira e Maria Martins.
Na seção de gravuras são dispostas 18 obras de, entre outras, Renina Katz, Maria Bonomi, Anna Letycia e Fayga Ostrower. Em fotografias, três artistas, como Rosângela Rennó apresentam seus olhares. O espaço dedicado à tapeçaria reúne peças de Gilda Azevedo e Shirley Paes Leme, que culminam na seção dedicada às obras que abrangem a cultura popular brasileira. Estarão expostas pinturas de Dalva de Oliveira, Cidinha Pereira e Zica Bergami. O percurso pela trajetória artística das mulheres é encerrado com o símbolo do pensamento antropofágico do movimento modernista: o Abaporu.
A presidenta Dilma fez ainda outro pedido especial: a exposição de bonecas de artistas populares da região do Vale do Jequitinhonha (MG). Serão oito bonecas de barro, de 24 a 30 cm, esculpidas por artistas da região norte de Minas Gerais. As bonecas trazem temáticas como maternidade e amamentação, além de uma noiva.
O curador José Luis Hernández Alfonso, do Museu de Arte Brasileira da Faap, comenta que as artistas modernistas Anita Malfatti e Tarsila do Amaral serão as principais homenageadas, por terem dado início à sólida e constante participação da mulher na arte brasileira.
“A elas juntam-se Georgina de Albuquerque, exemplo da arte pré-modernista, Noêmia Mourão, Colette Pujol e Djanira, representantes da continuidade do primeiro modernismo. Também poderão ser apreciadas produções de Lygia Pape e Mira Schendel, expoentes da arte contemporânea internacional, assim como obras de Tomie Ohtake, Edith Behring e Renina Katz. Ainda será possível admirar criações de artistas de gerações mais recentes, dentre elas Geórgia Kyriakakis, Mariannita Luzzati, Leda Catunda e Rosângela Rennó”, explica Alfonso.
A mostra conta ainda com obras dos acervos do Museu de Arte Brasileira, do Museu Nacional do Conjunto Cultural da República, do Museu de Arte de Brasília, do Museu Nacional de Belas Artes, do Museu Castro Maya e do Museu da República. Veja aqui lista com as obras que serão expostas por colecionadores.
“Mulheres, Artistas e Brasileiras” fica em cartaz de 24 de março a 5 de maio, de segunda a domingo, das 10h às 16h, com entrada gratuita. A Faap e o Palácio do Planalto também oferecem visitas educativas à exposição com transporte gratuito para escolas públicas.
Curiosidades - Pintada em 1928 por Tarsila do Amaral, a tela Abaporu – óleo sobre tela – retorna ao Brasil após anos consecutivos fora do país e é tida como o ícone do Movimento Antropofágico deflagrado pelos modernistas brasileiros a partir de 1928. O nome Abaporu significa, em tupi, “homem que come gente”, uma referência à proposta modernista de “deglutir” a cultura estrangeira, fazendo uma releitura com base na realidade brasileira. A pintora Tarsila do Amaral presenteou o Abaporu ao então seu marido, o escritor Oswald de Andrade.
Exposição “Mulheres, Artistas e Brasileiras”
Período de visitação: 24/03 a 05/05/2011
Horário: todos os dias, incluindo sábados, domingos e feriados, das 10h às 16h
Local: Salão Oeste do Palácio do Planalto
Endereço: Praça dos Três Poderes – Brasília/DF
Agendamento de visitas: (61) 3033-2929
Entrada Franca

VEJA TAMBÉM

0 comentários