BAÚ DO AGORA - homenagem poética do Prof. Tiago Ortaet a todos estudantes desse planeta


BAÚ DO AGORA
Os rostos juvenis vão ganhar outros traços e o contorno dessas vidas também. A caricatura dessa fase se conquista como num jogo de vídeo game, mas com um sabor que jogo algum é capaz de saber. Por que as coisas mudam?
As brochuras do dia a dia se esvaiam na agenda do futuro, do lançar-se ao mar da urbanidade, da caoticidade do adultecer. Por que as coisas mudam!
Tão brevemente quanto a minha nostalgia que a ansiedade cismou em trazer depressa, a vida me mostra que o roteiro dessa peça é o que se repete nas ruas de toda esquina, nos cantos de toda escola, nas agendas de menina, no quarto de menino e em versos de toda juventude. Quando estiver diante de minha existência, peço que esse momento me ajude. Seja assim, pra que o som de sua adolescência ressoe em mim... Momento replicado em atitude. Por que? As coisas mudam?
Outros jovens tomarão conta desses ares, dessas praças, desses sinais de intervalos.
Passarão alguns anos, décadas e vocês ainda ouvirão o sinal do intervalo e com ele as risadas, as bobeiras necessárias e os personagens daquele momento que um dia foi chamado de AGORA.
Agora me recorto em uma adolescência perpétua, me componho em momentos sublimes que as juventudes renovadas me trazem de volta pra que eu nunca esqueça que o gosto mais doce da vida seja exatamente o de cada momento.
Com o tempo a gente vai entendendo que alimento é o olhar, um bilhete esquecido, uma foto antiga.
Adolescer repetidas vezes é o caminho do renascimento. Que vocês sejam sempre capazes de se acharem no caminho das relações humanas e acima de tudo guardem esses personagens, cada um deles, como um troféu dentro do peito; por que eles, cada um dos troféus andantes, cheios de graça, de alegria, mudarão de endereço, terão contas a pagar, terão mil e uma utilidades e certamente não se verão mais nesse calor humano do grupo, da turma, dessa fase; mas basta um clique e o filme inteiro pode ser assistido de dentro pra fora; por que amor exala, amizade se respira, sempre que a gente quiser. A vida é explendorosa até na inquietude de seu curso inevitável por que as coisas mudam!!!
Professor Tiago Ortaet (aos meus adolescentes-amigos)
21 de Maio de 2012

VEJA TAMBÉM

0 comentários