E salve a humanidade que destrói a humanidade

Quem nunca teve raiva de ninguém? Desacreditar que o mundo tem salvação não é coisa de poucos; cada dia que passa e a humanidade leva menos crédito por seus feitos bons. Acredite se quiser, ninguém possui a verdade por completo, mas todo mundo, de certa forma, ou de outra, todo mundo acredita possuir.

Esse talvez é um dos artigos que faço, que não precisa de introdução. Esta, são os noticiários de cada dia, as novelas de cada dia, as críticas de cada dia. Críticas da humanidade à humanidade.

E a própria humanidade já perdeu o interesse nessa tal de humanidade.

Se você, leitor, é imaginativo como eu, já deve ter imaginado duas humanidades. Dois grupos tal como os gregos e troianos. Dois grupos de pessoas, indo contra, ninguém mais ninguém menos do que pessoas. E com qual intuito? Acreditar que criticando, sem ensinar, acabará com o outro. E o outro, é sempre o desinteressado, o estúpido, o que não pensa. É sempre assim.

É tiro para todo lado; tiro da humanidade para acertar seu terrível inimigo, também conhecido por humanidade.

É sangue, é pau, é pedra, e conseguem! Conseguem atingir seu principal objetivo: A humanidade destrói a humanidade. A humanidade, que critica tanto a humanidade, destrói a humanidade.

São grupos divergentes dentro de uma única humanidade, que tem apenas por obrigação, destruiu algum grupo da tal humanidade, com a vontade de salvar a humanidade.

Brincadeiras a parte, se o leitor é uma alma sensível, que não busca enxergar a humanidade como um completo desatino, você entenderá o que estou tentando dizer. Mas se você, é aquele que enxerga que a humanidade é o próprio caos da humanidade, se crê no Epicuro (que novamente dá seu ar da graça por aqui) "a essência de tudo o que existe é o caos", você, meu caro, você é um dos principais que fazem a humanidade querer destruir a humanidade.

A humanidade não é burra, é deficiente visual, é desprovida de informações. Se você, meu leitor querido, se você acredita que tudo está indo de mal a pior, se você acredita que a humanidade está a um passo do caos, e se você já estagnou no mundo, acredite, você é um desses que destrói a humanidade.

Entenda que a alienação é fruto de negligências, que todos nós estamos de certa forma destinados a passar. Em um mundo em que o dinheiro é base, o "ter" ganha do "ser", todos nós estamos culturalmente envolvidos nesse mundo alienado (entenda que, não digo "destinado" como relacionado ao destino de cada um, mas digo dessa forma já que a cultura nos obriga a passar por isso. A Nossa cultura nos obriga a passar por isso, e quer queiramos ou não, vamos passar) e todos nós somos passivos de alienação. Tudo tem seu ponto de alienação, tudo! Ás vezes até um ato de protestar, é apenas produto do espírito de manada, que todos temos, e não necessariamente, resultado de uma opinião.

Esse delírio de vida perfeita, em que nada é errado, só pode ser combatido com paciência e explicação, informação. E se você não busca ensinar todos aqueles iguais a você, que não são melhores nem piores, você faz parte de uma humanidade que está destruindo a humanidade. Só por ser uma tarefa difícil,não quer dizer que seja impossível. E mesmo que seja impossível, prefiro acreditar em uma frase de Lisa Bloom: "Meus poucos minutos com a Maya vão mudar a multibilionária indústria da beleza, os reality shows que diminuem as mulheres, a nossa cultura maníaca por celebridades? Não. Mas eu mudei a perspectiva de Maya por pelo menos aquela noite.". Da mesmo forma, conversar e instruir a humanidade vai diminuir o governo corrupto, os "malandros da vida",os erros dos outros? Não. Mas mudamos a perspectiva de alguém pelo menos por um momento.

Se tudo permanecer do jeito que está, seria exatamente como se um fósforo colocasse fogo em toda a geração de fósforos.

E te digo ainda, as faíscas já estão começando a se acender...

Não destrua a humanidade que destrói a humanidade ! 

VEJA TAMBÉM

0 comentários