ANA MAE INFORMA: DESIGNLÂNDIA - CULTURA VISUAL E EXPERIÊNCIA

A Disneylândia California completa uma década de atividades e está prestes a 
inaugurar uma atração baseada na animação "A Pequena Sereia".

Este novo espaço vai se chamar "The Little Mermaid: 

Ariel's Undersea Adventure" e será aberto ao público na 
próxima primavera do hemisfério norte.

A equipe envolvida vem prometendo experiências imersivas em 5D 

nas quais os participantes deixam de ser espectadores 
para se tornarem ativos na experiência.

Projeto do parque dedicado a Ariel na Disney Califórnia

Desenhos e experiências espaciais 4D e 5D não são ensinados na maioria 

das escolas e aulas de arte, nas quais se costuma ensinar 
imagens 2D ou -  no máximo - 3D.

Este projeto da Disney proporcionará imersões/interações e 

estudantes poderão projetar espaços e experiências 5D em 
ambientes de seus interesses, quer sejam quartos, casas, 
escolas ou comunidades.

O desenvolvimento criador que pauta este aprendizado 

poderá seguir os passos do Design Thinking
processo de ensino e análise da cultura material/virtual 
que vem revolucionando a arte/educação e o que se 
entende por conhecimento, experiência e sobretudo Cultura Visual.

O primeiro passo do Design Thinking é a ideação:
- Que tipo de ambiente imersivo será criado? 

A Disney está construindo uma simulação de ambiente 
subaquático no parque dedicado a Ariel.
- Que tipo de ambiente seria melhor nos espaços em que você vive?
- Que história você gostaria de contar?
- Onde poderia ser realizado este ambiente?

O segundo passo é a visualização:
- Fazer muitos desenhos ajudará no planejamneto de um ambiente 5D.
A Disney chama esta etapa de "skying blue

porque tudo é possível, tal qual as variantes 
imensas do azul no céu. Tempestades de ideias que 
surgirem devem ser incentivadas.

Depois de ideias e visualizações, inevitavelmente os envolvidos 

ficarão mais realistas:
- Fazer pequenos modelos ou protótipos proporcionarão 

a viabilidade ou a adequação do que foi visualizado.
Este terceiro passo é chamado de prototipagem e 

poderá envolver maquetes em pequena escala feitas com 
materiais acessíveis e custos viáveis.

Se chega então ao quarto e penúltimo passo: a implementação do projeto.
- Construção do espaço planejado e discutido.
Este estágio envolve alunos e profissionais ou interessados: 

membros da comunidade (quer seja familiar, escolar etc), 
designers, arte/educadores, artistas, artistas/educadores, 
pedagogos, psicólogos e tantos outros que se interessarem 
ou que possam contribuir com o projeto.
Doações, coleta de  materiais e tudo mais que colabore com a  

implementação/construção de qualquer experiência - 
inclusive as 5D anunciadas pela Disney - são bem vindas.

O sucesso final depende dos resultados obtidos nas três primeiras etapas do Design Thinking.

Caso os projetos e protótipos desenvolvidos sejam inspiradores, muita gente vai querer ajudar.

Por fim - o quinto e último passo fundamental do Design Thinking:
Avaliar o processo e o produto final com todos os envolvidos.
Isso poderá gerar aprimoramentos ou novos projetos.

Ana Mae Barbosa, baseada em informação de Martin Rayala/USA
fonte: http://arteducaoonline.blogspot.com/

Para comentar essa matéria clique no link abaixo "0 comentários" Se desejar clique em www.youtube.com/tiagoortaet para acessar nosso canal de videos de arte e cultura

VEJA TAMBÉM

0 comentários