É VERDADE QUE UMA IMAGEM VALE MAIS QUE MIL PALAVRAS - MAS SE HÁ MIL PALAVRAS NA MENTE DE UM POETA QUE SEJA LIVRE ENQUANTO DURE!!! POESIA É ETERNA!


VÃOS LIVRES POR QUE LIBERDADE NÃO É UTOPIA...

Tarde ensolarada, gritos e avenida tomada...
Tomamos dois cálices transbordantes de indignação, levantamos um caixão, para ironizar nosso estado de protesto. Esse é meu pretexto, ler as entrelinhas do engajamento social, ler a luta do dia a dia, que é muito mais do que uma nota no jornal.
Em cada alça do caixão uma mão docente como quem resiste a uma gestão indecente. Cada passo dado na Avenida Paulista é movimento de uma reinvindicação realista, de uma educação que emerge, que agoniza.. Resistencia é prova de sabedoria, coletividade é lema da alforria.
Som fúnebre de um violino compunha a melodia da gritaria, não diferente das revoluções que estão nas páginas dos conteúdos, dos velhos livros didáticos, dos discursos engajados aos psicopáticos, das grades curriculares, do nosso poder de se fazer entender em cada um dos lares...  A juventude sai pelos poros dos homens de todas as idades.
Nossa aula é a rua e a culpa é sua!
Se a inércia de alguns não me contagia, me aproprio da poesia que se escreve nos olhos dos que vão, vãos livres do MASP, sendo parte de uma massa, quase apodrecida pela coação de um sistema, daqueles bem tortuosos, que acha que vírus é quase nada.
Já disse: Avenida tomada! A força do luto é forte e por sorte não precisa se dizer mais nada!
Tiago Ortaet – PROFESSOR E ESTUDANTE

VEJA TAMBÉM

2 comentários