PALADARES-ESCOLARES by Tiago Ortaet 2012

“Para um homem faminto toda comida é boa; metade do tempero é do paladar ansioso e a outra metade é do degustar. Pra quem ama educar não existe escola ruim, metade do tempero é o amor e o outro é sonho de transformar. Meus verbos degustam cada ato expressivo dessa gente! Meu diário de classe vem embrulhado pra presente; com memórias plurais, suspiros descendentes e relações da cultura de paz. No meu diário de classe cabe a chamada de todos os presentes que trago aqui no peito e um futuro disfarçado de missão. Presente é gente, é oração!!! Meu apetite pedagógico passa pela percepção, pelos ideais e ideias culturais, pela transgressão do sistema dessa sociedade, mas nunca passa pela saciedade. Eu quero mais!!! Meus diários são os olhares, os contadores de histórias da história deles mesmos, da autoria de cada dia, das vozes em timbre jovem, são com tatos, com amores, com afeto, com alvos que tem nome, pele e coração. Que meu Deus ou nossos Deuses teatrais abençoai, profanai ou estampai a poesia que se escreve sem palavras no dia a dia dessa carnavalização.” Tiago Ortaet, em homenagem a vida que se manifesta nos olhares dos meus alunos


VEJA TAMBÉM

0 comentários