Três pontinhos...

Minha vida virou assim uma vida de cinema.
Minha história poderia ser parte de um belo roteiro de filme.
Meu caminho poderia ser posto a mostra, e trilhar um script de novela.
Poderia.
Porque minha vida foi tomando rumos que eu não esperava. Telespectador nenhum esperava.

Ao contrário do que se possa pensar, uma vida de filme nunca é monótona, pacata, e as mil maravilhas.
Nem tudo é um mar de rosas, e que graça teria se fosse...
Acredito que a gente aprende a conviver com cada passo mal dado, com cada perigo e medo.
Com cada pessoa e cada trajeto.
Cada perfume, cada gesto.

E se quando acontece uma coisa, acontecem todas as outras depois, então cada mínimo detalhe traz consigo cada peça de um quebra cabeças -do seu quebra cabeças- que você está prestes a montar.
Cada pecinha se encaixa, meticulosamente, apenas onde deve se encaixar.

Embora passamos boa parte do nosso tempo tentando desvendar qual desenho o nosso jogo da vida irá formar e tentando montá-lo por nós mesmos, nem sempre a pequena peça cabe aonde deveria,aonde parecia caber, e então, surgem os mistérios.

Cada pessoa é um detalhe importante dentro das nossas vidas. E cada uma delas apenas se encaixará no lugar adequado (que não sabemos).
Esperamos que alguém apareça para ficar a vida toda, e quando você menos percebe, a pessoa está de malas prontas pra continuar sem você.
Ou, você pensa ser a pecinha mais obsoleta, e quando menos percebe, entra em sintonia com todas as outras peças, e lá está, algo que se encaixou no espaço mais improvável.

Mas, meu amigo, uma coisa é certa:Cada qual que passa por você, deixa alguma coisa.
Ninguém é vazio.
E ninguém é tão completamente cheio que não suporte mais detalhe nenhum.

Sem cada pedacinho, seu desenho fica incompleto. Não é você.
Você é formado pelas mais diferentes peças, das mais variadas cores e formas e tamanhos...
Se todas as peças fossem iguais, não seria possível tornar completo seu quebra-cabeças.
A forma de alguma peça pode dar-lhe trabalho no começo, parecendo não se adaptar a lugar nenhum, mas é tudo questão de tempo.
Logo outras peças aparecem, novas oportunidades aparecem, e quando você menos percebe, lá está aquela peça em algum lugar.
E se cada um que passa por nós deixa seu pólen, então cabe a nós saber guardar em cada gaveta correta a lembrancinha que ficou.

Guarde e guarde bem!
Pois como aquela, outra nunca haverá.

Pode parecer ruim, no começo, mas com o tempo você aprende que fez parte de ti.
E ainda faz.
Aceite.

Sempre, ainda, existem aquelas peças que ocupam espaços maiores, que preenchem lacunas, outrora vazias.
"Quanto maiores, maior o presente que fica"- diria algum sábio de quebra cabeças-.
Cabe a cada um aprender a aproveitar o que ficou de bom.
A peça te fez maior, mais completa. E sem ela, talvez parte do desenho que te forma, não poderia ser visto.
Agora você sabe quem é, do que gosta, e do que precisa.

Mesmo que deixe sua vida, a peça que a pessoa, de bondosa que fora, deixara, é sua!
Coloque-a bem, e siga em frente a procura de mais peças que o completará.

Nunca acredite que você já está completo! Sua jornada ainda existe, e você ainda precisa ser inteiro. Mesmo que pareça difícil lidar com as peças e seus formatos diferentes.
Nenhuma é igual a nenhuma.
Trate-as a sua maneira, e permite-as tratar-te da maneira delas.

Não se desespere caso acredite que não aparecerá novas peças em seu rumo. Se só conhece peças velhas, junte-as e espere que façam sentido!

As pessoas dizem que a vida é curta, mas amigo, a vida é longa. A próxima peça correta virá até você. Permite-a. Apenas esteja preparado!

Meu caro, se te digo isso é apenas porque tenho grandioso apreço por você... São esses segredos que trazem a magia dos filmes á nossa realidade, assim como trouxera até a minha.

Não se esqueça de aproveitar ao máximo cada segundo possível do privilégio que é achar a peça certa!
Talvez um dia essa peça tenha que partir. Só assim valerá de alguma coisa o mimo que certamente lhe deixará.

Nunca, nunca se esqueça de aproveitar o que ficou de bom.

Nessas horas convém ser moderado até na moderação!

Abuse ao máximo.

E seja feliz.

VEJA TAMBÉM

0 comentários