AMÉLIE POULAIN VISITA NOSSAS AULAS DE ARTE - ESTUDOS DO CINEMA FRANCÊS


Amélie Poulain ganha vida própria


Em 2001, "O Fabuloso Destino de Amélie Poulain" trouxe o cinema francês de volta aos holofotes internacionais, arrebatando platéias ao redor do mundo. Foi assistido por mais de 20 milhões e recebeu cinco indicações ao Oscar.
Projeto pessoal do diretor Jean-Pierre Jeunet, que decidiu rodá-lo depois de voltar dos EUA, onde filmara "Alien -- A Ressurreição" (97), o filme usa recursos visuais avançados e fotografia apurada, com tratamento digital, para recriar o bairro parisiense de Les Abesses, onde se passa a história da jovem Amélie.
Audrey Tautou foi escolhida para interpretar a heroína e ficou tão conhecida pelo papel que as pessoas começaram a procurá-la para realizar pedidos difíceis.
"De um dia para outro, passei a ser observada por todas as pessoas em volta de mim, na rua, no metrô, nos restaurantes. É extremamente esquisito ser olhada o tempo todo. É muito duro também receber todo tipo de solicitações, desde ir a inaugurações até escrever uma carta ao papa, para pedir que alguém seja canonizado", disse a atriz, na época do lançamento.
Apesar disso, ela afirma que nunca se arrependeu de fazer o filme. Nem o diretor esperava tamanho sucesso e repercussão: "Eu dirigi [o filme] por prazer, não achava que tocaria tantas pessoas".
Jeunet afirmou que sempre sonhou em "fazer um filme a que todo mundo assistisse".
Com "O Fabuloso Destino de Amélie Poulain", ele conseguiu realizar seu desejo. O filme viajou para tantos países quanto o gnomo de jardim que "envia" fotos ao pai da protagonista durante sua saga para fazer o bem pelas pessoas.
LUCIANA PAREJA

Colaboração para a Folha Online
http://dvdteca.folha.com.br/filmes/ofabulosodestinodeameliepoulain/sobre.html

Para comentar essa matéria clique no link abaixo "0 comentários"

VEJA TAMBÉM

1 comentários